Rafael Godoi. A gestão das penas: formas atuais de segurança, punição e controle em São Paulo (Fapesp, 2015)

Neste projeto proponho uma pesquisa sobre o regime de processamento que organiza o fluir de suspeitos, réus, condenados e egressos pelos espaços de reclusão e vigilância que estão no cerne do sistema punitivo do estado de São Paulo: os Centros de Detenção Provisória (CDPs), as penitenciárias de regime fechado, também os fóruns e varas de execução penal. A partir desses espaços, pretendo descrever e analisar o jogo de relações que se estabelece entre instâncias da administração penitenciária, da segurança pública, as agências do sistema de justiça criminal e os setores sociais que constituem sua clientela preferencial. Desde uma perspectiva etnográfica, ao prospectar as injunções e constrangimentos que se manifestam nos (des)encontros cotidianos – diretos e mediados – entre uma variedade de agentes estatais e presos, egressos, seus amigos e familiares, procurarei discernir os mecanismos estratégicos que regem as atuais formas de governo (FOUCAULT, 2008a, 2008b) dessa população em São Paulo.

Compartilhar com amigos
  • gplus
  • pinterest

Postar um comentário